Cara Cristina, lá fora é o mesmo. De forma que, a solução não é emigrar mas questionar os políticos directamente. Os eleitores devem procurá-los no escritório, no café ou em casa e pedir-lhes responsabilidades directamente.
Diogo a 6 de Outubro de 2009 às 19:06

Sabe o Diogo que isso é coisa que já me passou muitas vezes pela cabeça? Mas como vivo longe da sede do Concelho - o problema está aí- a oportunidade não surgiu ainda. Enviar-lhe um email, será que o vai ler? " delete"...

Os emails já são mais pessoais do que empunhar anonimamente um cartaz numa manifestação. Mas se um grupo de eleitores pacíficos lhe fosse bater à porta para falar com ele, os resultados podiam ser satisfatórios.
Diogo a 6 de Outubro de 2009 às 21:43

Não tenho vergonha de viver em Portugal, tenho vergonha de todos nós que nos deixamos calcar por esta gente, que armados em ditadores, dominam o país, entre luvas e cunhas.
Daniel João Santos a 6 de Outubro de 2009 às 21:47