Olá!

Eu também tenho 1 blog, chamado "Pardieiro da Tojeira". Pode parecer estúpido, devido à natureza do nome, mas de facto, a intenção do Pardieiro é criticar, de uma forma cómica, certos aspectos da sociedade actual e do modus vivendi dessa mesma sociedade.

Gostámos do teu blog :)

Queremos pedir-te 1 coisa: podes aceitar-nos como parceiros (embora não tenhamos quase nada a ver)?

Nós faremos o mesmo e iremos promover o teu blog, esperando q promovas também o nosso.

PS: O nosso link é: http://pardieiro.wordpress.com/
Pardieiro da Tojeira a 10 de Janeiro de 2010 às 17:26

É a primeira vez que visito o seu blog. Parece muito interessante. você faz uma grande sorte boa, e espero voltar em breve para vê-lo
allungamento pene a 12 de Março de 2010 às 13:05

E sobre este nada?
Jardim não reduz salários de políticos na Madeira e mantém acumulação de reformas!

http://www.publico.pt/Política/jardim-nao-reduz-salarios-de-politicos-na-madeira-e-mantem-acumulacao-de-reformas_1441949
Jose povo a 17 de Junho de 2010 às 11:47

Ninguem discute a influência cristã na Europa (aliás, o enorme período de completa estagnação científica é um testemunho da mesma), mas permita-me comentar algumas das presunções que faz.
A noção de "Europa", ou de um único espaço com essa ligação geográfica, já existia nos tempos de Roma, alargada a outros territórios. O ordenamento jurídico, a Arte, a arquitectura e a organização social derivam todas de Roma, de um período em que Roma era pagã, não cristã. A verdadeira noção de "Europa" moderna também se nota em Napoleão, um convicto ateu e propagador de reformas laicas na nova República Francesa. No período intermédio, mais contribui a instituição católica para um desmembrar de uma "Europa", apoiando de uma vez uns e de outra outros monarcas ou revolucionários ambiciosos.
Quanto a liberdades civis e respeito pelo semelhante, estas nascem no Iluminismo, quando a Igreja Católica perde poder. Até aí a situação era aceitar o que a Igreja dizia, ou ser julgado, condenado e morto. Isso não é liberdade nem respeito. Recorde-se que a teoria e a prática da Igreja sempre foram duas coisas muito diferentes...
Os ditos "valores cristãos" existiam muito antes de se falar em tal religião, basta ter algum conhecimento de história para o verificar.
Não concordo com a posição do Imã que referiu, mas também não concordo com crucifixos ou símbolos similares em escolas públicas, pertençam a que religião pertençam. Porque a fé é privada, não de uma nação. Não pertence a um Estado, que, como no nosso caso, é laico.
A religião não pode, nem deve, influenciar um Estado. O nosso é, constitucionalmente, "neutro" perante as religiões (como o são a maioria dos países europeus).
Faz no seu texto, no entanto, uma crítica a outras formas de Religião. Porquê? Considera a Católica melhor, ou mais certa? Baseando-se todas elas em fé, qualquer crente de qualquer religião tem o direito de dizer o mesmo da dele. Números não dão razão, assim como no século XV a terra não ficou quadrada por as pessoas acreditarem que assim era.
Assim sendo, Se alguém quer praticar uma religião, que o faça. Este é um país livre. Mas seja tolerante com as outras. E, naturalmente, não espere que as outras pessoas que não o são tenham que passar a ser, ou que tenham que ser confrontados com os seus símbolos em instituições do Estado, e logo laicas.

Cumprimentos
FMA a 14 de Setembro de 2010 às 20:43

Caríssimos,

O Sempre a Produzir está de volta. Peço o favor de actualizar o endereço na lista de blogues.

www.sempreaproduzir.blogspot.com

Um abraço

João C Gonçalves
João C Gonçalves a 28 de Outubro de 2010 às 15:46

Nuno, toda a razão, ninguém gosta da Europa mas não há melhor e todos querem vir para cá. Aterroriza-me esta pieguice de tolerância que mais não é que cobardia. Quanto ao Ateísmo, no estrolabio já temos publicado notas da associação ateísta, temos um membro que é ateu e como tal, pode e deve publicar o que quizer...
Um abraço
Luis Moreira a 14 de Dezembro de 2010 às 01:25

A Censura anda muito activa nos comentários dos blogs. Espero que deixe passar este comentário.
Em www.anticolonial21.blogspot.com está a verdade inconveniente sobre a cópia de partes de «Cette nuit la liberté» por Miguel Sousa Tavares para o livro «Equador».
José Freitas a 5 de Junho de 2012 às 12:42

El meu marit i jo vam tenir la sort de tenir un préstec de 20.000 € a través d'un amic que em va posar en contacte amb un individu. El seu correu electrònic és: contatto.joan@hotmail.com
No estic dient que facis necessàriament, però això és només per a aquells que estan en necessitat d'un préstec. Més cura té per a vostè. El préstec concedit a cada un que sigui capaç d'això tornarà d'acord a la seva capacitat. Poseu-vos en contacte amb ell i explicar-li la situació, si vostè també està en necessitat. El seu correu electrònic és: contatto.joan@hotmail.com
N.B: Si us plau, passat el missatge, finalment, ajudar als necessitats. El seu correu electrònic és: contatto.joan@hotmail.com
joan a 9 de Novembro de 2016 às 16:54