É um texto interessante do Rui, cuja tese não entendo bem.

Não é difícil falsificar "sou um liberal e um conservador". Há matérias políticas em que liberais e conservadores divergem substancialmente - por exemplo, nas liberdades sociais. Não é possível ser-se uma coisa e ser-se outra.

Quanto muito, é possível ser-se liberal adjectivado de conservador, ou conservador adjectivado de liberal, ou alguma mistura ao gosto do cliente -- cada um que o escolha --, mas escolher fazer parte de dois domínios tão diferentes é convidar à confusão de ideias.
AntónioCostaAmaral (AA) a 7 de Agosto de 2009 às 01:41