Não espanta pois que os portugueses sejam tão europeístas: nada como um grupo de estados que tome conta do estado que toma conta de nós.

Bem... Esta é uma daquelas frases que merece citação.
E o uso da forma "tomar conta", tão ao gosto português, está mesmo adequado.
Tomar conta é uma daquelas expressões que vêm de antanho e me irritam de sobremaneira: é assim como uma espécie de superlativo de cuidar, uma forma consentida (por comodismo) de controle de um sobre outro.
zedeportugal a 21 de Agosto de 2009 às 13:10